ARTES ORIENTAIS

 
 

CULTIVANDO O ESPÍRITO

COMPREENDER A ESSÊNCIA DO TAI CHI CHUAN VAI MUITO ALÉM DE EXECUTAR OS MOVIMENTOS CORRETAMENTE

 

É uma arte fascinante, que envolve o controle do espírito, da respiração, a coordenação entre os gestos,

o alinhamento da coluna vertebral, a atitude mental, a leveza, fluidez e harmonia... Enjoy it!

 
 

yoga mat

A partir desta semana, entregarei as esteiras para a prática de yoga!

Namastê !

 

 

 
 

TAI CHI CHUAN

Os Princípios do Movimentos em Tai Chi Chuan

Os movimentos em Tai Chi Chuan, baseiam-se na coordenação da mente, do corpo interno e do corpo externo.

Mente
É essencial que a mente do estudante esteja tranquila e concentrada. A atitude mental correta para praticar é a quietude concentrada. Em Tai Chi o interior move o exterior.

Movimento Interior

  • Respiração: a respiração é a energia da vida. O praticante de Tai Chi regula a respiração em harmonia com o movimento do seu corpo para obter saúde.
  • Circulação do sangue: a respiração controla a circulação do sangue. O estudante de Tai Chi usa o movimento para ajudar o "chi", sua energia interior e a acelerar a circulação do sangue. A circulação e a energia impulsionam os membros de maneira harmônica.

Movimento Exterior:

  • Suavidade: os movimentos devem ser suaves e regulares, executando-se as formas em um mesmo ritmo.
  • Equilíbrio: cada forma exige equilíbrio. O praticante não se inclina nem para a frente, para trás, esquerda ou direita, a fim de sentir-se equilibrado, concentrado e confortável nas posturas.
  • Centralização: o tronco do corpo deve estar ereto e numa posição central. Nas costas, do cóccix ao topo da cabeça, o topo do aluno deve manter-se em linha reta. O corpo está ereto, cada osso e órgão devem estar na sua posição correta. O peso do corpo deve repousar no meio dos pés, nunca nos artelho e nem nos calcanhares. Dessa maneira o praticamente pode apoiar todo o corpo sem se cansar.
  • Relaxamento: o relaxamento do corpo e da mente é crucial hoje em dia, devido ao ritmo de nossas cidades industriais. A capacidade de relaxar, quando desenvolvida, auxilia na prevenção de doenças.
  • Continuidade: no Tai Chi, cada forma é seguida, contínua e naturalmente, da forma anterior. A coordenação entre o corpo, mente e a respiração é essencial.
FOLLOW ME ON TWITTER: http://twitter.com/CHRlSTlANO

 
 

yoga atlética

Um estilo diferente:

 

 
 

meditação

Meditação - o que é

E benefícios da prática

A meditação consiste de práticas diárias envolvendo essencialmente concentração da atenção. Embora apareça com uma aura mística, sua prática regular proporciona vários benefícios e aperfeiçoamentos práticos, como (experiência própria):

- descanso físico, mental e emocional

- aumento da capacidade de concentração

- maior auto-liderança

- maior liberdade de escolha

- senso de identidade mais livre e mais rico em possibilidades.

Segundo Lia Diskin, em entrevista à revista SuperInteressante em março de 2001, os benefícios da prática da meditação para a saúde, a inteligência e o equilíbrio psíquico são:

"A meditação reduz a ansiedade, torna a respiração equilibrada e profunda e melhora a oxigenação e a freqüência cardíaca. Seu reflexo no sono é um repouso mais tranqüilo, sem interrupções. Além disso, ela atenua enxaquecas e resfriados, acelera a recuperação no pós-operatório e auxilia a digestão alimentar. No campo psíquico, a prática mantém a pessoa num relativo estado de equilíbrio, com uma lucidez que a impede de entrar em conflitos emocionais internos, principalmente de origem afetiva. Há, por parte de quem a pratica, muito mais clareza mental, objetividade, paciência, compreensão e justiça."

A meditação em geral pode envolver sons, mas não linguagem falada ou pensada, ao contrário, um dos objetivos é justamente ativar um nível de não-pensamento lingüístico, que embora seja útil em algumas situações, não o é em outras.

 
 

forma de 10 movimentos

eis uma sequência de Tai Chi Chuan pra quem tem preguiça...

 

 
 

pra curar a ressaca

AWAKING YOUR INNER POWER

Um poquinho de minha sequência de prática de yoga...

 

 
 

Surya

SAUDAÇÃO AO SOL

Comece o dia Energizado !!!

O Buda

Sidarta nasceu no ano de 560 aC e era filho de um rei do povo Sakhya que habitava a região da fronteira entre a Índia e o Nepal. Buda viveu durante o período áureo dos filósofos e um dos períodos espirituais mais incríveis da história; foi contemporâneo de Heráclito, Pitágoras, Zoroastro, Jain Mahavira e Lao-Tsé.

No palácio, a vida de Gautama era cercada de conforto e paz. Casou e teve um filho, mas vivia totalmente protegido de contato com o exterior, por ordem de seu pai. Uma tarde, fugindo dos portões do palácio, o jovem Gautama viu 3 coisas que iriam mudar sua vida: um ancião que, encurvado, não conseguia andar e se apoiava num bastão, um homem que agonizava em terríveis dores devido a uma doença interna, um cadáver envolvido num sudário de linho branco. Essas 3 visões o puseram em contato com a  velhice, a doença e a morte, conhecidas como “as três marcas da impermanência", e o deixaram profundamente abalado. Voltando para o palácio, ele teve a quarta visão: um Sadhu, um eremita errante cujo rosto irradiava paz profunda e dignidade, que impressionou Gautama a tal ponto que ele decidiu renunciar à sua vida de comodidade e dedicar o resto de sua vida à busca da verdade.

Abandonando o palácio, ele seguiu de início a senda do ascetismo, jejuando até que se convenceu da inutilidade destas práticas, e continuou sua busca. Durante 7 anos esteve estudando com os filósofos da região e continuava insatisfeito. Por fim, em uma de suas viagens, chegou a Bodh Gaya, onde encontrou uma enorme figueira e tomou a resolução de não sair de lá até ter alcançado a iluminação. Durante 49 dias ele permaneceu sentado à sobra da figueira, em profunda meditação, transcendendo todos os estágios da mente até atingir a Iluminação, um estado chamado nirvana. Desde então foi chamado de Buda (o que despertou) ou Shakyamuni (o sábio dos shakyas). Seus ensinamentos nascidos dessas experiência são conhecidos como o Caminho do Meio, ou simplesmente o dharma (a lei). Do momento em que atingiu o nirvana, aos 35 anos de idade, até sua morte, aos 80, Buda viajou ininterruptamente por toda a Índia, ensinando e fundando comunidades monásticas.

Buda ensinou o dharma a todos, sem distinção de sexo, idade ou casta social, em seu próprio idioma, um dialeto do nordeste da Índia, evitando o sânscrito empregado pelos hinduístas e eruditos, que era um símbolo de uma casta que não significava sabedoria, pois os brâmanes tinham cargos hereditários. Costumava recomendar a seus discípulos que ensinassem em suas próprias línguas, de forma que a doutrina foi ficando conhecida em
vários países.

Suas últimas palavras foram: “A decadência é inerente a todas as coisas compostas. Vivei fazendo de vós mesmos a vossa ilha, convertendo-vos no vosso refúgio. Trabalhai com diligência para alcançar a vossa Iluminação”.

 
 

ASHTANGA

 Os 8 passos do Yoga

O sistema foi sistematizado por um grande filósofo indiano, Patanjali no século VI antes de Cristo, em forma de 196 Sutras.

Sistema elaborado por Patanjali:

Os 8 passos:

1- YAMAS
2- NYAMAS
3- ASANA
4- PRANAYAMA
5- PRATYAHARA
6- DHANURANA
7- DHYANA
8- SAMADHI

YAMAS e NYAMAS - condutas éticas que ajudam a tranquilizar a mente e devem ser praticadas paralelamente no dia a dia, aos poucos.

1-Yamas o que NÃO devemos fazer:

Ahimsa- não violência- não agressão. Evitar ser agressivo e violento contra si e contra qualquer ser vivo. Seja em palavra, pensamento ou ação. Respeitar-se, corpo e mente.
A pessoa se torna mais simpática e agradável.
Colocar-se no lugar do outro e perceber que ele sofre quando está descontrolado. Distanciar-se da fúria do outro.

Satya- verdade em palavra, pensamento e ação. Dizer a verdade sem agredir e ofender a pessoa.

Asteya- não roubar o tempo, dinheiro e idéias.

Bramacharya - controle sobre o sexo para não tornar obsessivo e compulsivo. A energia sexual é usada para atingir o SAMADHI- estado de hiperconsciência.

Aprahigaha - DESAPEGO - do resultado da prática, de relacionamentos, das posses materiais. É bom ter dinheiro, o que não é bom é ser escravo dele, assim como é bom ter um relacionamento, mas sem ser escravo.
Não cobiçar-não desejar objetos de outros. Viver com o necessário.

2-Nyamas-o que devemos fazer

Saucha - pureza interna e externa.

Santosha - contentamento por ser - Ser contente e agradecido com o que "É" e possui dá uma sensação de satisfação e paz. Muito diferente de ser acomodado. A sabedoria é buscar o equilíbrio entre a superação e respeitar o próprio limite em todas as esferas da vida.

Tapas - austeridade sobre si- disciplina-força de vontade para atingir objetivos "maiores".

Swadhyaya - estudo de textos sagrados, literatura e mantras. Observa-se- atos, emoções, palavras e pensamentos.

Ishvara Pranidhana - entrega a DEUS- força soberana- DEUS/deidade do coração do praticante

 
 

+ 1 saudação ao sol

Surya Namaskar

Tem que praticar todo dia pra fazer com fluidez e tranquilidade.

 

 
 

TAI JI TUI SHOU

Treino dos Básicos de Tui Shou

Nas aulas de Tai Ji Quan, treinamos estes métodos para aprimorar

a técnica, a percepção, consciência corporal, equilíbrio, sensibilidade,

autocontrole.

O Tui Shou traz muito do espírito do Tai Ji.

 

 
 

CHATURANGA DANDASANA

Apoio Baixo no Yoga

1- mantenha os cotovelos rentes ao corpo;

2- contraia o abdomen mantendo as costas retas;

3- somente mãos e pés tocam o solo.

 

 
 

Tai chi chuan, arte marcial

Aplicações para defesa pessoal da forma de Pequim

Desconsiderem a música. Estes são os movimentos básicos da forma de Pequim.

 

 
 

saudação ao sol

Surya Namaskar

demonstração didática da sequência 01 da Saudação ao Sol.

Lembre-se, na 1a. passagem da postura do cachorro olhando p/ baixo, 5 respirações.

 

www.artesorientais.net

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO CARLOS, Homem, English, Informática e Internet, Cinema e vídeo, música, shows